Uma década atrás, a ideia de controlar remotamente o termostato, as luzes e os sistemas de segurança de sua casa via smartphone teria parecido ficção científica futurista.

Mas 2018 provou ser o ano das casas inteligente. A tecnologia neste mercado continua a crescer aos trancos e barrancos, e a Zion Market Research prevê que chegará a US$ 53,45 bilhões até 2022.

O ano de 2019 é ainda mais promissor para a indústria de automação residencial, à medida que dispositivos como o Google Home, o Alexa e o Amazon Echo se tornam mais comuns e a inteligência artificial se torna mais sofisticada. Levantamos com 14 especialistas o que eles acham que os consumidores podem esperar no próximo ano e você pode conferir as opiniões nesse Link.

Siga-me
Share This