A chegada da internet à maioria dos lares brasileiros torna mais fácil a implantação de tecnologias. ‘Automação residencial, hoje, é primordial’, defende arquiteto.

Regular a iluminação dos cômodos, ter uma geladeira que envia sua lista de compras automaticamente ao mercado, fechar as cortinas usando apenas a sua voz, ligar e desligar remotamente eletrodomésticos é uma possibilidade que se torna cada vez mais conhecida com o avanço da chamada Internet das Coisas (“Internet of Things”, ou IOT, em inglês). Mas a automação residencial vai além do conforto e passa, cada vez mais, a ser um requisito nos projetos de arquitetura. E, diante, da atual pandemia do novo coronavírus, a automação pode auxiliar de forma eficaz na higienização residencial, contribuindo no combate à doenças infectocontagiosas.

Fonte: Casa Vogue (https://rcl.ink/cGc)

Imagine quantas bactérias nos rodeiam hoje em dia e o quão expostos estamos a todas elas. Realmente são milhares e milhares, e em momentos como o que vivemos hoje, nos leva a pensar em prevenção de todas as formas, e a tecnologia pode agregar muito através da automação residencial.

Imagine trocar aquele seu aspirador de pó padrão que acumula tantas bactérias, não só no interior dele mas como também em todas as peças, por uma robô que aspira e passa pano, e o melhor, sem você ter a necessidade decontato algum com o aparelho, pois o mesmo tem tecnologia para voltar a base para carregar e fazer o despejo dos detritos automaticamente na base. É incrível não é ?

Podemos também através da automação residencial utilizar o comando de voz para as mais diversas tarefas em uma casa inteligente, sem ter contato com nenhum aparelho, se mantendo isolado de qualquer contato.

Proporcionar todo esse controle, principalmente aos de grupo de risco como os mais idosos, hoje é essencial. Podemos controlar toda uma casa sem precisar tocar em nada, ou ao menos evitando o máximo possível.

A automação residencial no rio de janeiro e em todo Brasil já é uma realidade bem acessível, e a cada dia que passa, necessária. É preciso pensar além do conforto, economia e segurança. Não podemos pensar que a automação residencial é apenas um gadget para ligar e desligar lampadas, é muito mais que isso. Pode também levar acessibilidade a pessoas especiais, com dificuldade de locomoção, uma higiene mais robusta através de robôs que irá limpar sua casa com todo um conjunto de tecnologias anti bacteriana e muito mais.

Siga-me
Share This