Continuando o conteúdo do Guia de Automação Residencial para Arquitetos – Parte 1, agora vamos explorar mais a Automação residencial para arquitetos.

Quando se fala em projeto de automação residencial ou comercial já vem o pensamentos que é caro, trabalhoso, só pode ser realizado no início das obras, após finalizado o cliente fica “refém” de um plano de manutenção e é muito caro para manter esse plano de manutenção ou manutenção preventiva e reativa avulso. E acredite, tudo isso É VERDADE, quando falamos de Automação cabeada, que era a única opção no mercado até pouco tempo atrás.

A Automação cabeada trouxe esses estigmas para o mercado, e por ser a única opção no início da Automação no Brasil, muitos clientes e empresas deixaram de olhar para esse mercado com interesse para agregar valor aos seus projetos.

Mas por que a Automação cabeada é tão cara ? Vamos citar algumas necessidades da Automação cabeada.

  • Projeto de cabeamento estruturado.
  • Rack ou quadro para às centrais.
  • Passar cabos por toda a residência.
  • Necessidade de obras.
  • Demanda muito tempo para instalação.
  • Dentre outros…

Esse é um Rack de automação cabeada. Imagine a quantidade de cabos que serão passados pela a estrutura da casa, a necessidade de canduites, espaço para isso e a manutenção de todo esse sistema. Fora que em breve quando toda essa tecnologia estiver obsoleta você terá um grande elefantes branco dentro de sua casa e quando necessitar de manutenção, dependendo da manutenção será necessário mais obras.

E qual a opção que temos além da cabeada ? A Automação wireless(Sem fio). Abaixo temos um Rack qualquer e uma central de automação wireless.

Com a Automação wireless nós temos diversas vantagens, dentre as mais importantes temos;

  • Custo muito inferior.
  • Projeto não demanda obras.
  • Pode ser instalado em qualquer fase da residência.
  • Tecnologias de nível industrial.
  • Rápida instalação.
  • Possibilidade de migração para outro imóvel.
  • Não necessita de espaço para rack ou quadro.
  • Dentre muitas outras vantagens…

Hoje temos disponível no mercado tecnologias de Automação wireless de nível industrial, que traz confiabilidade com um rápido tempo de resposta, a exemplo da tecnologia ZigBee e Zwave, muitos outros que foram criados para suportar esse novo mercado com os seus desafios e poder disponibilizar confiabilidade, segurança e flexibilidade para os dispositivos de Automação residencial e comercial. O que invalida a narrativa de que a cabeada é mais confiável, segura e tem um tempo de resposta melhor. Claro que em poucos pontos, a automação cabeada leva uma “vantagem”, mas é uma vantagem que custa muito caro e acaba inviabilizando muitos projetos de automação residencial.

No mercado de automação residencial do Rio de Janeiro uma grande maioria dos projetos são realizados em residências que já estão prontas e mobiliadas, principalmente no mercado de luxo que está diminuindo em tamanho e apostando em tecnologia, conforme você pode conferir nesse artigo da Imovelweb, e com esse grande avanço da tecnologia de automação wireless já é possível atender a essa demanda de de clientes. Porém, o primeiro passo é quebrar o paradigma de que a automação precisa de obras, precisa passar cabos na casa inteira, é um projeto caro e demorado e muitos outros pensamentos que os clientes têm sobre a Automação Residencial e Comercial.

Diante de todas essas vantagens da Automação wireless temos também uma maior gama de empresas que trabalham com os melhores fabricantes do mercado, devido a sua padronização conforme a tecnologia utilizada.

Com o aumento do número de concorrentes, os clientes têm preços melhores como também não fica mais refém da empresa que realizou a instalação da Automação.

Enfim, poderíamos citar muitos outros benefícios, porém, vamos deixar para o próximo post.

Caso tenha interessa de ser um Parceiro da Intelli Residences nos envie suas dúvidas nos comentários, e-mail contato@intelliresidences.com.br ou através dos nossos telefones e saiba mais sobre às vantagens dessa parceria para você.
Para você que ainda não leu a parte 1, Clique em, Guia de Automação Residencial para Arquitetos – Parte 2, e acesse.


Siga-me
Share This