Automação Residencial e Comercial https://www.intelliresidences.com.br O Melhor em Internet das coisas, automação residencial e comercial no Rio de Janeiro - Barra da Tijuca. Entre para a era das Casas Inteligentes. Sat, 28 Mar 2020 06:53:13 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.4.1 https://www.intelliresidences.com.br/wp-content/uploads/2019/08/cropped-favicon_512-2-32x32.png Automação Residencial e Comercial https://www.intelliresidences.com.br 32 32 169647149 Automação residencial pode ajudar na prevenção de doenças como o coronavírus https://www.intelliresidences.com.br/automacao-residencial-e-coronavirus/ Wed, 25 Mar 2020 21:32:48 +0000 https://www.intelliresidences.com.br/?p=24778 A chegada da internet à maioria dos lares brasileiros torna mais fácil a implantação de tecnologias. ‘Automação residencial, hoje, é primordial’, defende arquiteto. Regular a iluminação dos cômodos, ter uma geladeira que envia sua lista de compras automaticamente ao mercado, fechar as cortinas usando apenas a sua voz, ligar e desligar remotamente eletrodomésticos é uma […]]]>

A chegada da internet à maioria dos lares brasileiros torna mais fácil a implantação de tecnologias. ‘Automação residencial, hoje, é primordial’, defende arquiteto.

Regular a iluminação dos cômodos, ter uma geladeira que envia sua lista de compras automaticamente ao mercado, fechar as cortinas usando apenas a sua voz, ligar e desligar remotamente eletrodomésticos é uma possibilidade que se torna cada vez mais conhecida com o avanço da chamada Internet das Coisas (“Internet of Things”, ou IOT, em inglês). Mas a automação residencial vai além do conforto e passa, cada vez mais, a ser um requisito nos projetos de arquitetura. E, diante, da atual pandemia do novo coronavírus, a automação pode auxiliar de forma eficaz na higienização residencial, contribuindo no combate à doenças infectocontagiosas.

Fonte: Casa Vogue (https://rcl.ink/cGc)

Imagine quantas bactérias nos rodeiam hoje em dia e o quão expostos estamos a todas elas. Realmente são milhares e milhares, e em momentos como o que vivemos hoje, nos leva a pensar em prevenção de todas as formas, e a tecnologia pode agregar muito através da automação residencial.

Imagine trocar aquele seu aspirador de pó padrão que acumula tantas bactérias, não só no interior dele mas como também em todas as peças, por uma robô que aspira e passa pano, e o melhor, sem você ter a necessidade decontato algum com o aparelho, pois o mesmo tem tecnologia para voltar a base para carregar e fazer o despejo dos detritos automaticamente na base. É incrível não é ?

Podemos também através da automação residencial utilizar o comando de voz para as mais diversas tarefas em uma casa inteligente, sem ter contato com nenhum aparelho, se mantendo isolado de qualquer contato.

Proporcionar todo esse controle, principalmente aos de grupo de risco como os mais idosos, hoje é essencial. Podemos controlar toda uma casa sem precisar tocar em nada, ou ao menos evitando o máximo possível.

A automação residencial no rio de janeiro e em todo Brasil já é uma realidade bem acessível, e a cada dia que passa, necessária. É preciso pensar além do conforto, economia e segurança. Não podemos pensar que a automação residencial é apenas um gadget para ligar e desligar lampadas, é muito mais que isso. Pode também levar acessibilidade a pessoas especiais, com dificuldade de locomoção, uma higiene mais robusta através de robôs que irá limpar sua casa com todo um conjunto de tecnologias anti bacteriana e muito mais.

]]>
24778
Guia de Automação Residencial para Arquitetos – Parte 2 https://www.intelliresidences.com.br/automacao-residencial-para-arquitetos/ Thu, 19 Mar 2020 13:16:06 +0000 https://www.intelliresidences.com.br/?p=24692 Continuando o conteúdo do Guia de Automação Residencial para Arquitetos – Parte 1, agora vamos explorar mais a Automação residencial para arquitetos. Quando se fala em projeto de automação residencial ou comercial já vem o pensamentos que é caro, trabalhoso, só pode ser realizado no início das obras, após finalizado o cliente fica “refém” de […]]]>

Continuando o conteúdo do Guia de Automação Residencial para Arquitetos – Parte 1, agora vamos explorar mais a Automação residencial para arquitetos.

Quando se fala em projeto de automação residencial ou comercial já vem o pensamentos que é caro, trabalhoso, só pode ser realizado no início das obras, após finalizado o cliente fica “refém” de um plano de manutenção e é muito caro para manter esse plano de manutenção ou manutenção preventiva e reativa avulso. E acredite, tudo isso É VERDADE, quando falamos de Automação cabeada, que era a única opção no mercado até pouco tempo atrás.

A Automação cabeada trouxe esses estigmas para o mercado, e por ser a única opção no início da Automação no Brasil, muitos clientes e empresas deixaram de olhar para esse mercado com interesse para agregar valor aos seus projetos.

Mas por que a Automação cabeada é tão cara ? Vamos citar algumas necessidades da Automação cabeada.

  • Projeto de cabeamento estruturado.
  • Rack ou quadro para às centrais.
  • Passar cabos por toda a residência.
  • Necessidade de obras.
  • Demanda muito tempo para instalação.
  • Dentre outros…

Esse é um Rack de automação cabeada. Imagine a quantidade de cabos que serão passados pela a estrutura da casa, a necessidade de canduites, espaço para isso e a manutenção de todo esse sistema. Fora que em breve quando toda essa tecnologia estiver obsoleta você terá um grande elefantes branco dentro de sua casa e quando necessitar de manutenção, dependendo da manutenção será necessário mais obras.

E qual a opção que temos além da cabeada ? A Automação wireless(Sem fio). Abaixo temos um Rack qualquer e uma central de automação wireless.

Com a Automação wireless nós temos diversas vantagens, dentre as mais importantes temos;

  • Custo muito inferior.
  • Projeto não demanda obras.
  • Pode ser instalado em qualquer fase da residência.
  • Tecnologias de nível industrial.
  • Rápida instalação.
  • Possibilidade de migração para outro imóvel.
  • Não necessita de espaço para rack ou quadro.
  • Dentre muitas outras vantagens…

Hoje temos disponível no mercado tecnologias de Automação wireless de nível industrial, que traz confiabilidade com um rápido tempo de resposta, a exemplo da tecnologia ZigBee e Zwave, muitos outros que foram criados para suportar esse novo mercado com os seus desafios e poder disponibilizar confiabilidade, segurança e flexibilidade para os dispositivos de Automação residencial e comercial. O que invalida a narrativa de que a cabeada é mais confiável, segura e tem um tempo de resposta melhor. Claro que em poucos pontos, a automação cabeada leva uma “vantagem”, mas é uma vantagem que custa muito caro e acaba inviabilizando muitos projetos de automação residencial.

No mercado de automação residencial do Rio de Janeiro uma grande maioria dos projetos são realizados em residências que já estão prontas e mobiliadas, principalmente no mercado de luxo que está diminuindo em tamanho e apostando em tecnologia, conforme você pode conferir nesse artigo da Imovelweb, e com esse grande avanço da tecnologia de automação wireless já é possível atender a essa demanda de de clientes. Porém, o primeiro passo é quebrar o paradigma de que a automação precisa de obras, precisa passar cabos na casa inteira, é um projeto caro e demorado e muitos outros pensamentos que os clientes têm sobre a Automação Residencial e Comercial.

Diante de todas essas vantagens da Automação wireless temos também uma maior gama de empresas que trabalham com os melhores fabricantes do mercado, devido a sua padronização conforme a tecnologia utilizada.

Com o aumento do número de concorrentes, os clientes têm preços melhores como também não fica mais refém da empresa que realizou a instalação da Automação.

Enfim, poderíamos citar muitos outros benefícios, porém, vamos deixar para o próximo post.

Caso tenha interessa de ser um Parceiro da Intelli Residences nos envie suas dúvidas nos comentários, e-mail contato@intelliresidences.com.br ou através dos nossos telefones e saiba mais sobre às vantagens dessa parceria para você.
Para você que ainda não leu a parte 1, Clique em, Guia de Automação Residencial para Arquitetos – Parte 2, e acesse.


]]>
24692
Guia de Automação Residencial para Arquitetos – Parte 1 https://www.intelliresidences.com.br/arquitetura-inteligente/ Thu, 21 Nov 2019 16:35:52 +0000 https://www.intelliresidences.com.br/?p=642 Arquitetura Inteligente, esse é o nome a buscar quando se procura um diferencial para seus clientes. É uma tarefa que se faz necessária e cada vez mais a tecnologia está dispondo de novas ideias e funcionalidade para que seus clientes possam acrescentar produtividade, segurança e comodidade no seu dia a dia. Muitos arquitetos de hoje […]]]>

Arquitetura Inteligente, esse é o nome a buscar quando se procura um diferencial para seus clientes. É uma tarefa que se faz necessária e cada vez mais a tecnologia está dispondo de novas ideias e funcionalidade para que seus clientes possam acrescentar produtividade, segurança e comodidade no seu dia a dia.

Muitos arquitetos de hoje em dia optam em acrescentar no projeto a ´Arquitetura Inteligente´ é o que muitos clientes quando procura o arquiteto querem na hora de projetar e construir suas residencias.

Vale lembrar que os arquitetos precisam conhecer a fundo o papel da automação residencial sendo assim recomendar seus clientes a melhor solução possível.

Observações importantes para um Projeto de Arquitetura inteligente

Pontos importantes a considerar na hora de por a automação residencial em um projeto. Veja os principais:

  1. A automação residencial aplica-se a todas as pessoas, independentemente da idade e do envolvimento que elas têm com os avanços tecnológicos;
  2. Segurança é primordial na automação residencial. Instale câmeras de vigilância para que os moradores da casa possam acompanhar o que acontece nas proximidades de suas casas de qualquer lugar do mundo;
  3. Devem ser criados diferentes cenas de sistemas de iluminação dentro de casa, luz é um fator importante na automação residencial;
  4. Preservando a estética exterior do espaço sem comprometer a funcionalidade da automação residencial;
  5. Mantenha-se sempre atualizado sobre as tendências de automação residencial, afinal, é dever do arquiteto conciliar conforto e comodidade.
]]>
642
Benefícios da automação residencial em nossas vidas https://www.intelliresidences.com.br/beneficios-da-automacao-residencial/ Tue, 24 Sep 2019 14:05:20 +0000 https://www.intelliresidences.com.br/?p=620 Há um tempo atrás, nós pensávamos como seria uma casa do futuro, com Eletrodomésticos inteligentes, multifunções sendo executadas por robôs. Pensávamos que seria uma realidade distante. Hoje em dia tornar sua casa inteligente não é um sonho impossível, a sua imaginação e a sua criatividade é o limite. Atualmente é possível controlar cada cantinho da […]]]>

Há um tempo atrás, nós pensávamos como seria uma casa do futuro, com Eletrodomésticos inteligentes, multifunções sendo executadas por robôs. Pensávamos que seria uma realidade distante.
Hoje em dia tornar sua casa inteligente não é um sonho impossível, a sua imaginação e a sua criatividade é o limite. Atualmente é possível controlar cada cantinho da sua casa usando somente um celular, tablet ou comando de voz. Dentro de casa ou onde estiver.
Se você é leigo no assunto quando se trata de tecnologia e automação residencial, neste artigo você vai aprender os benefícios dessa tecnologia, que irá mudar o seu modo de viver para melhor.

O que é automação residencial?

Automação residencial é usar todas as tecnologias existentes, que permitem a automação de tarefas, antes executadas manualmente. Trazendo mais conforto, economia e agilidade à vida de todos os moradores.

Já imaginou acordar de manhã cedo, e as cortinas do seu quarto se abrem lentamente, no horário agendado ou via comando de voz, permitindo a entrada da luz diurna, enquanto isso na cozinha, a torradeira e a cafeteira ligam automaticamente e sua assistente virtual Google Assistant ou Amazon Alexa, lhe dá a previsão do tempo, o melhor caminho para o trabalho e informações de trânsito, últimas notícias e muito mais. Lembrando que, tudo de forma automática.
Podemos imaginar outra cena. Onde você e sua família saem para viajar e esquecem a lâmpada ligada, esquecem de trancar as portas corretamente e a válvula do gás aberta.
A comodidade de você não se preocupar em voltar desesperado para desligar tudo, e ter a possibilidade de desligar via aplicativo instalado no seu celular ou tablet é um fato, pois com um simples celular ou tablet você controla todas as lâmpadas, portas, sensores e muito mais de qualquer parte do mundo utilizando a Internet.
Isso não é ótimo?
Automação residencial é isso, fazer com que, tudo na sua casa funcione de acordo com seus hábitos e necessidades, na palma da sua mão ou através de um simples comando de voz.

Quais os principais benefícios que a automação vai trazer para sua vida?

Os principais benefícios da automação residencial é segurança, economia, conforto e comodidade. Confira abaixo mais exemplos de cada categoria.

  • Segurança

Em qualquer parte do mundo, você consegue ver o que está acontecendo na sua casa. Por meio de aplicativos, câmeras e sensores, tudo integrado ao sistema de automação residencial.

  • Comodidade e praticidade

Quem já teve preguiça de levantar da cama pra apagar uma simples lâmpada? Além da lâmpada, ligar TV, ar condicionado, irrigadores de jardim, são outros exemplos do que é possível fazer com a automação residencial.

  • Elaboração de cenas

Agora é possível resumir todos os controles remotos da sua casa em apenas um smartphone\tablet.
Podemos dar um exemplo: Você ativa a cena “Boa Noite” e automaticamente acontece diversos eventos em sua casa. TV, Decoder e o ar condicionado da sala é desligado. Cortinas da casa são baixadas e lâmpadas são desligadas. Enquanto isso no quarto o ar condicionado é ligado na temperatura desejada. A TV pode ser ligada ou a luz do quarto pode acender levemente. Isso e muitas outras opções são possíveis com a automação residencial.

  • Economia de energia

Uma das maiores preocupações da população brasileira ultimamente, é a conta de luz. Atualmente é possível reduzir o consumo de energia consideravelmente da sua casa de acordo com as suas necessidades, aumentando o tempo de vida útil das lâmpadas e aparelhos eletrônicos.

Também é possível economizar até 95% da sua energia com a energia solar fotovoltaica.
A nova tendência do mercado, a energia solar fotovoltaica, que também parecia uma realidade distante, tem sido bastante comercializada como tecnologia sustentável pelo Brasil e no mundo.
Levando a sua casa uma energia renovável, sem poluição ao meio ambiente com boa durabilidade e facilidade na instalação.

]]>
620
Afinal, O que é um protocolo de automação residencial e quais são os mais utilizados ? https://www.intelliresidences.com.br/protocolo-de-automacao-residencial/ Fri, 20 Sep 2019 18:10:31 +0000 https://www.intelliresidences.com.br/?p=600 Um protocolo de automação residencial é um conjunto de regras que determinam como que um dispositivo irá se comunicar com outro, quais os métodos de confirmação de recebimento de mensagens dentre outras funções. Se define também, qual o tipo de dados que será enviado para os dispositivos e como será enviado. Com isso, temos padrões […]]]>

Um protocolo de automação residencial é um conjunto de regras que determinam como que um dispositivo irá se comunicar com outro, quais os métodos de confirmação de recebimento de mensagens dentre outras funções.

Se define também, qual o tipo de dados que será enviado para os dispositivos e como será enviado. Com isso, temos padrões de comunicação definidos, que nos permite por exemplo enviar um e-mail de um computador Windows e ler o mesmo e-mail em um Mac, Linux, celulares dentre outros dispositivos por meio de um protocolo de e-mail. E até mesmo acessar um site hospedado em um servidor Linux em qualquer navegador de qualquer dispositivo que permita uma conexão através do protocolo Http/Https (Hyper Text Transfer Protocol Secure).

Simplificando o tema protocolo, podemos pensar nele como um idioma, onde você tem suas regras, formas de escrita, pronuncia e etc. Se você viaja para um País com um idioma diferente do seu você precisa conhecer o idioma daquele País, ou a pessoa na qual você irá se comunicar deverá entender o seu idioma. Assim são os protocolos.

 Nós vamos falar um pouco sobre os principais protocolos de Automação Residencial, mas antes, precisamos primeiro explicar sobre um conceito muito citado quando o assunto é Automação Residencial ou comercial, que é o conceito de Redes em Malha, Mesh Network ou simplesmente Mesh.

O conceito de redes em malha é quase um padrão nesse mercado devido a confiabilidade que ele nos traz. Conforme sua topologia, ilustrada na imagem abaixo, cada dispositivo da rede conecta à central e também a outros dispositivos, servindo como ponte para um dispositivo mais distante da central. Podendo também criar rotas diferentes conforme a necessidade ou ter mais de uma rota para receber e enviar informações à central.

Mesh Network

 ZigBee

  Padrão Open Source desenvolvido pela ZigBee Alliance que foi fundada em 2002. O ZigBee é um protocolo wireless que utiliza 802.15.4(Rádio Frequência) para comunicação, criando uma rede em malha, onde cada dispositivo repete o sinal da rede podendo ser utilizado como ponte de acesso para outros dispositivos.

 Os dispositivos ZigBee cria uma rede WPAN (Wireless Personal Área Network) e utiliza criptografia AES 128-Bit para proteção dos dados. Por trabalhar na faixa de Rádio frequência de 2.4GHz  o que é comum em telefone sem fio, roteadores Wi-fi dentre outros diversos aparelhos, muitos dizem erroneamente que este protocolo não é indicado devido a “possível interferência de sinal”, o que não ocorre, pois, o ZigBee só pode utilizar os canais 15, 20, 25 e 26, não tendo a possibilidade de interferência dos outros aparelhos que se comunicam nos canais de 01 a 11.

 Z-Wave

  O Z-Wave foi inicialmente criado em 2001, já com o intuito de ser um protocolo preparado para Automação Residencial. Assim como o ZigBee, ele também é um protocolo Wireless que utiliza 802.15.4(Rádio Frequência) como também, criptografia de segurança AES 128-Bit.

 Utilizando uma frequência próxima de 900MHz, o Z-Wave não tem muitas tecnologias concorrentes na sua frequência no mercado Brasileiro. Ele tem uma taxa de transmissão menor que seu concorrente ZigBee, porém, tem um alcance maior.

 O consumo de energia da tecnologia Z-Wave em comparação às outras tecnologias é uma grande vantagem. Por ter um esforço de transmissão muito menor que os outros, o protocolo Z-Wave é bem estável em dispositivos que usam bateria, por ter um baixo consumo, a bateria dos dispositivos dura anos, dependendo da utilização.

 Como a maioria das tecnologias de automação o Z-Wave também trabalha com o conceito de redes em Malha, dando a mesma confiança das outras tecnologias, porém, o protocolo Z-Wave só permite 4 retransmissões dos dados.

 Thread

 O Thread por sua vez, tem as mesmas funcionalidades do ZigBee e Z-Wave, rede em malha, comunicação wireless 802.15.4(Radio frequência). Mas, com a vantagem de ser um protocolo endereçável, o que quer dizer que cada dispositivo tem seu próprio endereço IPv6, podendo ter acesso a recursos na nuvem dentre outras novas funcionalidade e possibilidades.

 Wi-fi

 Um dos protocolos mais comuns hoje em dia é o Wi-Fi (802.11), que também transmite dados através de rádio frequência, em 2GHz ou em 5GHz. Por não ser um protocolo preparado e criado para automação residencial o Wi-Fi tem um alto consumo de energia e memoria, não sendo muito eficaz para soluções de automação residencial.

Por ser um protocolo comum e presente em diversas casas e apartamentos e disponibilizar apenas 11 canais é bem difícil achar um canal livre de interferências, pois do canal 1 ao 11 apenas 3 não sobrepõe um ao outro, que são os canais 1, 6 e 11. Conforme a imagem abaixo.

 Por ser dispositivos mais simples são mais baratos, porém, mais indicado para projetos pequenos em apartamentos ou casas de pequeno porte. A utilização de diversos dispositivos na rede Wi-Fi pode causar congestionamento na própria rede, o que irá ocasionar em uma demora na resposta ou falha de comunicação dependendo das barreiras na qual o sinal Wi-Fi precisa ultrapassar.

 Bluetooth Mesh

 Baseado no Bluetooth Low Energy (BLE), o Bluetooth Mesh lançado no mercado em 2017 vem tentando conseguir seu espaço no mercado de automação residencial. O Bluetooth Mesh, como os demais, utiliza rádio frequência em 2.4GHz para comunicação encontrando as mesmas barreiras e interferências dos outros padrões.

Recomendado para pequenos projetos, pois conforme sua rede vai aumentando a latência, ou seja, a demora na comunicação é maior que nas outras tecnologias.

Outro ponto das tecnologias baseadas em Bluetooth Mesh é que a maioria delas utilizam um tablet ou smartphone para centralizar toda a tecnologia, servindo de central para todo o sistema residencial ou comercial.

Conclusão

 As tecnologias citadas, tem seus pontos fortes e pontos fracos, como também seus mitos disseminados pelo mercado. Cada projeto tem uma determinada demanda conforme os produtos que o cliente deseja controlar, como controlar e onde o mesmo se encontra.

Afinal, o que são protocolos e quais são os mais utilizados em automação residencial? Estes protocolos já foram criados com o foco no mercado de Automação residencial e comercial, e a utilização de um ou outro se dá conforme a necessidade e particularidade de cada projeto, pois a escolha errada de uma tecnologia pode colocar a perder todo o projeto, ou não chegar ao objetivo final, que é a satisfação do cliente, lhe fornecendo uma solução sob medida, confiável e segura.

]]>
600
Sete grandes tendências em automação residencial https://www.intelliresidences.com.br/tendencias-em-automacao-residencial/ Sun, 11 Aug 2019 18:08:05 +0000 https://www.intelliresidences.com.br/?p=200 Tendências em automação residencial. Durante nossos preparativos para a CES 2018, e diante de tantos lançamentos interessantes, decidimos focar em sete tendências que julgamos com maior potencial de sucesso este ano (e também nos próximos). Constatamos uma série de inovações importantes, por exemplo, em controles de iluminação, gerenciamento e armazenamento de energia, segurança residencial e […]]]>

Tendências em automação residencial. Durante nossos preparativos para a CES 2018, e diante de tantos lançamentos interessantes, decidimos focar em sete tendências que julgamos com maior potencial de sucesso este ano (e também nos próximos). Constatamos uma série de inovações importantes, por exemplo, em controles de iluminação, gerenciamento e armazenamento de energia, segurança residencial e segurança das redes (no caso, com uma convergência entre ambas), além de novos modelos de negócio em venda, instalação e suporte pós-venda de equipamentos e serviços. E não esquecemos de áudio, vídeo e Internet das Coisas. Confiram.

1.Segurança continua sendo o principal.

Um sistema de segurança inclui diversos subsistemas na casa, além dos tradicionais alarmes, sensores e displays de vigilância. Do segmento fazem parte também fechaduras eletrônicas, câmeras, video-porteiros e até a iluminação. Trata-se do único setor, nesse mercado, que já vem com um modelo de negócio definido há décadas: instalações simples, com pagamento recorrente por anos e anos.

Para o integrador, é muito mais interessante do que, por exemplo, vender lâmpadas e termostatos. Nesse negócio, é muito importante que o consumidor saiba como agir – e a quem recorrer – quando surge uma emergência. Evidentemente, é uma área em rápida evolução atualmente, graças às soluções DIY (do-it-yourself).

2.Assistentes de voz e IoT.

Depois dos itens relacionados à segurança, os assistentes de voz são os mais comentados (e procurados). Já são usados em milhões de residências, na forma de timers e players de música. E cada usuário acaba descobrindo novos recursos, do controle das luzes à criação de listas de supermercado. Um estudo da consultoria NPD, divulgado em 2017, revelou que 48% das pessoas que compraram uma caixa Echo, da Amazon, em seguida adotaram alguma solução de automação (no caso do Google Home, o percentual foi maior ainda: 57%).

3.Inteligência artificial.

Pode chamar de AI (Artificial Intelligence), machine learning (quando um aparelho “aprende” as funções que deve executar), análise preditiva (predictive analytics)… há várias denominações por aí. O primeiro exemplo deve ter sido o termostato Nest, que identificava os hábitos do usuários e ajustava automaticamente a temperatura ambiente. A própria plataforma Alexa, da Amazon, que hoje lidera esse mercado, foi sendo aperfeiçoada aos poucos, com base em dados coletados junto a milhões de usuários – isso mesmo: o sistema “aprende” com os erros que as pessoas cometem em suas casas.

Agora, não há mais como parar. Câmeras utilizama AI para identificar uma pessoa comparando seu rosto com aquele que está cadastrado no Facebook. Sensores de segurança não enviam alertas quando alguém tenta entrar na casa, mas também quando os aparelhos “percebem” que há algo de errado no ambiente.

Já existem dispositivos como o Cocoon, que detecta até sons de baixíssima frequência; ou Lisnr, que monitora agudos extremos. Ambos analisam a rotina da casa para identificar os parâmetros “normais” de som, e enviam alertas quando algo foge dessa normalidade. É o que permite, por exemplo, detectar um vazamento de água ou um perigo de fogo a tempo de evitar tragédias. Saiba que esses microdetalhes também ajudam a bloquer ataques de hackers contra a rede doméstica.

4.Nuvem: de volta ao passado.

No passado, todos os recursos de automação numa casa ou edifício ficavam armazenados num servidor local. Não existia ainda o conceito de nuvem. Nos últimos anos, os provedores foram adicionando mais inteligência aos aparelhos para conectá-los a um serviço “cloud”, onde servidores gigantes conseguem agregar dados de milhões de usuários para ajudá-los a tomar as melhores decisões.

A nuvem permitiu a cada pessoa ou empresa ir acrescentando novos equipamentos de modo mais simples, e com um grau de segurança quase impossível de alcançar num sistema local. Agora, a tendência é uma espécie de “volta ao passado”, representada pela expressão fog (“neblina”) para substituir cloud (“nuvem”). A rápida adoção da Internet das Coisas (IoT) provocou colapso em muitas redes, com travamentos e latências que nem os especialistas esperavam.

Para enfrentar o problema, desenvolvedores estão colocando mais inteligência e capacidade de processamento nos dispositivos instalados na casa, às vezes na forma de hubs. A cada notícia sobre invasão de hackers, aumenta o interesse por esse tipo de solução, menos dependente da nuvem.

5.Não haverá um “padrão único” para automação.

Uma má notícia para o consumidor é que a indústria, hoje, está tão distante de um padrão universal de automação residencial quanto estava há dez ou vinte anos. E a boa notícia é que há cada vez mais empresas investindo em sistemas smart home, com mais opções para o usuário escolher. Basta ver a lista abaixo:

*Bluetooth LE (Low Energy) agora é Bluetooth Mesh

*A Sigma Designs, dona do padrão Z-Wave, acaba de ser adquirida pela Silicon Labs, que já possuía os padrões ZigBee, Bluetooth e Thread.

*ZigBee chega agora à geração 3.0, desdobrando-se numa série de variações: DotDot, IoTivity, Thread…

*Depois de se separar da Google, a Nest criou a plataforma Weave, para comunicação entre aparelhos numa rede local.

protocols_automacao

6.Repensando o ecosistema.

A dúvida já é antiga: vale mais a pena adotar uma plataforma aberta, para incluir o máximo possível de equipamentos, inclusive de marcas diferentes (e correr o risco de maior vulnerabilidade, perdendo o controle sobre a experiência do usuário)? Ou é melhor manter o ecosistema protegido, usando apenas produtos selecionados? Pois a dúvida continua em 2018, com prós e contras dos dois lados. Certas soluções parecem boas no papel, mas decepcionam no mundo real da experiência do usuário.

7.Saúde e bem-estar

Sabemos hoje como é vital manter boas horas de sono para nossa saúde mental e psicológica, e a CES 2018 traz mais uma série de soluções nesse campo. Também é consenso que a intensidade e a qualidade da luz influenciam o desempenho e o humor. Está chegando uma nova geração de lâmpadas cujo brilho pode ser ajustado via dispositivos smart, incluindo a variação das cores conforme o momento do dia. O mesmo vale para as regulagens de temperatura e qualidade do ar dentro do ambiente. Sensores, algoritmos e até sistemas de aromaterapia, que ajustam os odores do ambiente, também estão entre as atrações da grande feira.

Julie Jacobson

Artigo publicado originalmente no site CE Pro. Clique aqui para ver a íntegra, em inglês.

]]>
200
Automação residencial: uma garantia de conforto e segurança https://www.intelliresidences.com.br/automacao-residencial-uma-garantia-de-conforto-e-seguranca/ Sun, 11 Aug 2019 18:06:58 +0000 https://www.intelliresidences.com.br/?p=198 A rotina das pessoas está cada vez mais agitada e a luta contra o relógio é diária, uma vez que a lista de tarefas para cumprir em um dia costuma ser extensa e fatores comuns das grandes cidades – como distância e trânsito, por exemplo – dificultam a realização das tarefas com agilidade. Para aqueles […]]]>

A rotina das pessoas está cada vez mais agitada e a luta contra o relógio é diária, uma vez que a lista de tarefas para cumprir em um dia costuma ser extensa e fatores comuns das grandes cidades – como distância e trânsito, por exemplo – dificultam a realização das tarefas com agilidade. Para aqueles que têm filhos, a situação pode ser ainda mais complexa. É preciso conciliar maneiras de realizar todas as obrigações e ainda ter tempo para aproveitar e cuidar das crianças. Você já imaginou como seria se a tecnologia nos auxiliasse a controlar todas essas situações?

Se você está pensando que já utiliza a tecnologia para otimizar o dia a dia de sua família utilizando os grupos de conversa on-line, por exemplo, você está enganado. Claro que essas funcionalidades são grandes facilitadores da comunicação, no entanto, existem outras soluções, ligadas à Internet das Coisas (IoT), que permitem que os responsáveis de uma casa consigam controlar todos os cômodos do imóvel – em tempo real – mesmo estando a quilômetros de distância. Essa automatização garante segurança e conforto de quem a adota.

Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside), esse mercado projetou um crescimento anual de 11,36% entre 2014 e 2020. Claro que ainda existe um grande potencial para ser explorado no Brasil mas, atualmente, os arquitetos e engenheiros já estão desenvolvendo seus projetos voltados para essas exigências. Por outro lado, as pessoas também estão passando a olhar a inclusão dessas facilidades como algo que vai muito além de um custo, já que proporcionam uma melhor qualidade de vida e auxiliam na redução de gastos com luz e água.

O investimento de um projeto como esse também é percebido quando olhamos para o aumento de segurança que ele propicia com o uso de câmeras de monitoramento. Com a instalação dos equipamentos é possível acompanhar pelo celular tudo o que está acontecendo em sua casa e, caso seja necessário, com apenas um comando é possível autorizar ou bloquear a entrada das pessoas. Mais um benefício das câmeras é o acompanhamento de tudo o que está acontecendo em tempo real, ou seja, é possível verificar se as crianças estão fazendo algo que não deveriam ou se o animal de estimação está com algum problema. Nas escolas o monitoramento também é possível. Existem algumas delas que já estão equipadas e os pais podem ter acesso às imagens a qualquer momento do dia, de maneira remota.

E os benefícios das casas inteligentes não param por aí. É possível verificar até mesmo as gavetas! Quando é preciso controlar o horário dos remédios de quem está em casa, por exemplo, pode-se programar o lugar em que eles estão guardados para que você seja avisado caso a gaveta não seja aberta no momento em que a medicação precise ser tomada. Se para você o problema é com o filho adolescente que sempre se atrasa para ir para escola, ou com o controle de horário de idosos, isso também pode ser evitado, já que com a programação dos colchões, você pode saber se a pessoa acordou no horário correto.

Para evitar o desperdício, existem as programações de inúmeros utensílios, como os chuveiros, torneiras, janelas e televisões. Com isso, ao detectar que algo está ligado sem utilização, os equipamentos são automaticamente desligados. E com a programação de abertura de cortinas e persianas, a luz natural pode ser melhor aproveitada, diminuindo a necessidade da utilização de energia.

Portanto, a automação de forma integrada pode proporcionar inúmeros benefícios para a população, garantindo uma supervisão quase impossível de ser alcançada de outra forma. Vale ressaltar que a tecnologia pode ser uma grande facilitadora, mas é fundamental a inteligência humana para analisar as situações e tomar as decisões mais adequadas para cada momento.

Fátima Silano — Diretora da Building Information, uma divisão da Seal Telecom – multinacional brasileira de engenharia de projetos que agrega tecnologias inovadoras para o desenvolvimento de projetos eficientes e economicamente competitivos.

Confira a publicação original no Link: https://administradores.com.br/noticias/automacao-residencial-uma-garantia-de-conforto-e-seguranca 

]]>
198
14 Previsões para o Futuro das tecnologias Smart Home https://www.intelliresidences.com.br/14-previsoes-tecnologias-smart-home/ Sun, 11 Aug 2019 18:05:11 +0000 https://www.intelliresidences.com.br/?p=196 Tecnologias Smart Home. A Uma década atrás, a ideia de controlar remotamente o termostato, as luzes e os sistemas de segurança de sua casa via smartphone teria parecido ficção científica futurista. Mas 2018 provou ser o ano das casas inteligente. A tecnologia neste mercado continua a crescer aos trancos e barrancos, e a Zion Market […]]]>

Tecnologias Smart Home. A Uma década atrás, a ideia de controlar remotamente o termostato, as luzes e os sistemas de segurança de sua casa via smartphone teria parecido ficção científica futurista.

Mas 2018 provou ser o ano das casas inteligente. A tecnologia neste mercado continua a crescer aos trancos e barrancos, e a Zion Market Research prevê que chegará a US$ 53,45 bilhões até 2022.

O ano de 2019 é ainda mais promissor para a indústria de automação residencial, à medida que dispositivos como o Google Home, o Alexa e o Amazon Echo se tornam mais comuns e a inteligência artificial se torna mais sofisticada. Levantamos com 14 especialistas o que eles acham que os consumidores podem esperar no próximo ano e você pode conferir as opiniões aqui embaixo:

1. A próxima crise de segurança e privacidade

Nós compartilhamos nossa pegada digital por conveniência. Com a tecnologia de casa inteligente, estamos compartilhando nossa pegada física. Não é uma questão de se, mas quando esses sistemas serão comprometidos, e as consequências podem ser muito mais graves do que os números perdidos da previdência social. Abordar segurança e privacidade se tornará uma preocupação fundamental que moldará esse setor.

2. Integração de dispositivos domésticos inteligentes

Integração é o que vai ser um dos pontos mais importantes do mercado, os consumidores já começam a se perguntar se as casas inteligentes podem garantir que você tenha se lembrado de desligar todas as luzes? Trancar? Desativar alarmes ao reconhecer seu rosto? Acredito que veremos mais integração para dar suporte aos proprietários de imóveis em 2019.

3. Um Papel Maior Para Inteligência Artificial

Estou finalizando reparos e renovações em uma propriedade de investimento, e optamos por instalar um monte de produtos Nest e Ring para melhor proteger nosso investimento. A vigilância por vídeo é ótima, mas vejo a inteligência artificial sendo usada para automatizar a detecção de ameaças e talvez nos alertar de maneira mais proativa se algo der errado. Isso revolucionaria o aspecto humano do monitoramento de vídeo remoto.

4. Um foco na vigilância e aparelhos

Proprietários de casas vão gostar das maneiras legais para controlar suas casas. A vigilância tornou-se mais necessária para combater o crime, pois mais pessoas trabalham em casa e querem proteger sua propriedade física e intelectual. Os aparelhos também podem ser um foco, já que as pessoas gostariam que seus aparelhos assumissem mais a carga de trabalho.

5. Novos Casos de Uso da Automação Residencial

Em 2018, a maioria dos aplicativos girava em torno de segurança e termostatos, e os dispositivos não funcionavam. Em 2019, os fabricantes de dispositivos domésticos inteligentes adotarão uma abordagem de plataforma, e os dispositivos serão interoperados e novos casos de uso surgirão, como diagnósticos de dispositivos, conservação de energia e prevenção de grandes danos durante desastres naturais.

6. Compartilhamento de Dados do Proprietário

Compartilhar os dados de proprietários de casas com empresas provavelmente será a próxima grande novidade na tecnologia de residências inteligentes. Ter uma geladeira que pede a comida que você precisa ou definir as luzes e temperatura preferida para a sua chegada é o que está chegando. Os dados que você compartilha com os dispositivos inteligentes serão de grande interesse para as empresas que criam esses produtos.

7. Maior eficiência, controle e personalização

A tecnologia se tornará muito mais eficiente e poderemos controlar tudo, de aparelhos a volume de rádio a segurança de um local central. De fato, à medida que a IA se desenvolve, eventualmente não precisaremos controlar manualmente nada, já que esses dispositivos se ajustam automaticamente às nossas preferências.

8. Atendimento ao Cliente como Diferencial

Com cada vez mais dispositivos domésticos inteligentes entrando no mercado, há uma oportunidade para as empresas com visão de futuro usarem o atendimento ao cliente como um diferencial. Um ambiente de IoT pode apresentar vários desafios para os consumidores, desde problemas básicos de solução de problemas até questões de privacidade. Empresas que são inovadoras e bem informadas sobre como oferecer excelência no atendimento ao cliente se destacarão.

9. Mais preocupações de segurança

Veremos uma proliferação de soluções de plataforma integradas de grandes players em tecnologia. A Amazon oferecerá entrega de comida em casa diretamente para sua geladeira, aproveitando sua plataforma doméstica inteligente. No entanto, a segurança será uma preocupação; a casa de um cliente pode ser roubada por um contratado. Também vejo um futuro em que as senhas vazam ou as casas são invadidas, e isso é algo que os grandes jogadores precisam planejar.

10. Padrões mais altos de compatibilidade cruzada

Eu estou esperando por algum progresso real nos padrões. O mercado de casas inteligentes tem um enorme potencial, mas ainda é muito fragmentado. Os consumidores não precisam pensar se desejam investir no Nest, na linha Echo da Amazon ou em produtos que oferecem suporte ao Homekit da Apple. Em 2019, espero ver maior compatibilidade cruzada e menos foco no bloqueio de plataforma.

11. Smart Kitchen Gadgets

Acho que vamos ver mais e mais aparelhos de cozinha inteligentes no mercado, como fogões de arroz conectados ao Alexa, crockpots inteligentes e aplicativos integrados. Poderemos perguntar a Alexa quanto tempo resta no dispositivo ou controlá-lo em nossos smartphones no trabalho.

12. Espaços Inteligentes Fora da Casa

Naturalmente, a tecnologia doméstica inteligente continuará a se tornar mais acessível e barata para o mainstream. À medida que os consumidores se acostumam com as conveniências que vêm com a tecnologia inteligente, eles começarão a buscar essas eficiências fora de casa. No próximo ano, provavelmente veremos um aumento na tecnologia de construção inteligente comercial, especialmente em escritórios que buscam se adaptar a tendências de local de trabalho mais móveis.

13. A substituição dos produtos da ‘fase de teste’ por melhores alternativas

Quanto mais tecnologia e inovações forem trazidas ao mercado, a automação tornará a experiência doméstica mais simples e agradável. No próximo ano, haverá um aumento nos gadgets lançados na esfera da Internet das Coisas. No entanto, como essa tecnologia é relativamente nova, a fase de testes verá a limpeza de vários produtos que são substituídos por alternativas melhores.

14. Maior integração de controle de voz

As tecnologias domésticas se integrarão em muito mais nas nossas vidas diárias. O controle de voz das tecnologias incluídas no seu telefone, TV, áudio doméstico e até mesmo no painel do carro serão comuns até o final de 2019. A voz será o grande avanço que realmente permitirá que essas tecnologias se tornem onipresentes.

Fonte: EXAME (14 Previsões para o Futuro das tecnologias Smart Home)

]]>
196